2020-2030 Uma Década de Ciência do Oceano para Desenvolvimento Sustentável

16 Fevereiro 2021

Artigos de opinião

“Far and away, the greatest threat to the Ocean, and thus to ourselves, is ignorance.”

2020-2030 Uma Década da Ciência do Oceano para o Desenvolvimento Sustentável

 

No dia 5 de dezembro de 2017, as Nações Unidas declararam a Década da Ciência do Oceano para o Desenvolvimento Sustentável, a ser realizada de 2021 a 2030. (“Década do Oceano | IOC UNESCO”)

De acordo com a Unesco, "a Década proporcionará uma oportunidade única para criar uma nova base, através da relação ciência-política, fortalecendo a gestão dos nossos oceanos e costas para o benefício da humanidade." Nas próximas décadas, o mundo en-frentará o impacto gerado por vários desafios ambientais, como as mudanças climáticas e o crescimento da população global. É urgente definir políticas de mitigação e ações cientificamente informadas. No entanto, nem a ciência nem os legisladores políticos podem atuar sozinhos. Através de uma cooperação internacional mais forte, a Década apoiará a pesquisa científica e a inovação tecnológica para garantir que a ciência responda às necessidades da sociedade. A Década fomentará o acesso a uma Literacia dos Oceanos precisa e apelativa, que fortalecerá a conexão do aluno com o oceano.

 

“Far and away, the greatest threat to the Ocean, and thus to ourselves, is ignorance”, words from Dr Sylvia Earle founder of Mission Blue. (“De longe, a maior ameaça para o Oceano e, portanto, para nós mesmos, é a ignorância”, palavras da Dra. Syl-via Earle, fundadora da Mission Blue).

 

Agora, mais do que nunca, as escolas são atores sociais fundamentais, sendo imprescindível a adoção de um papel intencional e proativo na criação da sociedade futura, promovendo a tomada de decisão informada, baseada não em medidas populistas, mas no melhor conhecimento científico e tradicional disponível.

As atividades e programas de Literacia dos Oceanos podem fornecer uma compreensão profunda e holística da influência do Oceano sobre nós e da nossa influência no Oceano; mais do que apenas sensibilizar, o objetivo é, também, encorajar todos os cidadãos e partes interessadas a adotar um comportamento informado e responsável em relação ao Oceano e seus recursos. Trata-se de fomentar o uso deste conhecimento para comunicar, agir e decidir, entendendo que temos responsabilidades individuais e coletivas para com o Oceano.

O CLIP já se juntou a esta onda azul global, pois acreditamos que o futuro será moldado por indivíduos extraordinários que colaborarão para enfrentar os desafios do século XXI, através de uma competência intelectual versátil, paixão pela descoberta, maior consciência social e um compromisso intransigente com um mundo melhor. Isso, como sabemos, está profundamente enraizado na nossa missão e visão.

Em novembro passado, organizamos o primeiro de uma série de webinars dedicados à Literacia dos Oceanos. Convidamos a Docapesca, um órgão público de gestão do sector das pescas, sendo um dos exemplos mais prolíficos e valorizados da “Economia Azul” portuguesa; um conceito emergente que incentiva uma melhor gestão do nosso oceano, ou recursos 'azuis'. Este modelo holístico visa o bem-estar humano e a equidade social, ao mesmo tempo apontando para a edução significativa dos riscos ambientais e a escassez ecológica.

A Docapesca é uma empresa pública tutelada pelo Ministério das Finanças e Ministério do Mar, sendo responsável por áreas muito diversas como a regulamentação das pescas, administração e autoridade portuária. Possui, ainda, sob a sua alçada, a jurisdição para a pesca e navegação marítima recreativas.

Na sua sessão no CLIP, a bióloga marinha Carla Tabaio explorou diferentes componentes de Literacia dos Oceanos usando o exemplo do carapau como referência para os diversos aspetos, desde biodiversidade e pesca sustentável, até à alimentação, logística de mercado ou consumo responsável.

O próximo webinar sobre Literacia dos Oceanos terá como foco a viagem de Magalhães e a sua contribuição não apenas para o conhecimento geográfico da época, como também o seu impacto nos campos da exploração espacial e da astronomia, até aos dias de hoje. Acompanhem o próximo evento nas redes sociais do CLIP e, por favor, subscrevam a nossa página @clipmarinesociety IG.

 

Francisco Ferreira - Clip Marine Society

2020-2030 Uma Década de Ciência do Oceano para Desenvolvimento Sustentável

Últimas notícias